Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2011

Porque envelhecemos?

Envelhecemos por causa dos telómeros.

O Prémio Nobel da Medicina de 2009 foi atribuído a três investigadores norte-americanos, Elizabeth Blackburn de 62 anos, Carol Greider de 50 anos e Jack Szostak de 58 anos, pela descoberta da enzima telomerase e da forma de como os cromossomas são protegidos por telómeros; descobertas que se podem vir a revelar extremamente úteis na luta contra o cancro e o envelhecimento. Já anteriormente outros investigadores tinham levantado a hipótese deste mecanismo.

Os telómeros são estruturas localizadas nas extremidades dos cromossomas (podemos ver na imagem, os telómeros a branco, marcados nos cromossomas, a cinzento). A finalidade dos telómeros é, sobretudo, manter a estabilidade do cromossoma, protegendo-o da destruição.


Para haver renovação celular, as células prestes a morrer duplicam-se, por um processo designado mitose, dando origem a células novas. Os telómeros protegem a cadeia de cromossomas de se adicionar a outros elementos e degenerar.

Contudo, as células mais recentes vão tendo os telómeros mais curtos que as que lhes deram origem, chegando a um ponto em que, devido ao facto dos telómeros estarem tão curtos, as células não se conseguem duplicar de forma perfeitamente igual. A partir daí, as células vão-se alterando ou mesmo deixando de se replicar, contribuindo para a morte do organismo ou o seu mau funcionamento. Conclui-se que, a redução do tamanho dos telómeros é a causa fundamental do envelhecimento.

Há exames que permitem determinar se os telómeros de um certo indivíduo estão mais gastos ou menos gastos. Isto não é nem será revelado porque causaria uma grande ansiedade saber que estamos a chegar ao fim da vida segundo a regra biológica. Mas também não é preciso, tal com a cor da pele e dos olhos, o comprimento inicial dos telómeros tem características hereditárias. Portanto se alguém tem familiares muito velhos tem toda a probabilidade de também ter longa vida, pois deve ter telómeros mais compridos.

Mas cuidado, não se morre só de desgaste dos telómeros, o que não poderemos evitar, podemos morrer a qualquer idade de doenças ou acidentes, e estas causas podemos de muitos modos evitar com medidas preventivas como os cuidados de saúde, alimentação, e por exemplo cuidado ao atravessar uma rua, etc.


Um modelo simples para perceber o que é um cromossoma com os seus telómeros imaginemos um cordão de sapato (atacador) com as terminações plásticas nas duas extremidades. Qual a função destas terminações rígidas? Evitar que o fio do cordão se desfie. De certo modo é isto que fazem os telómeros. À medida que os anos vão passando vamos cortando a ponta dos plásticos até que o cordão se começa a desfazer e aí lá deixamos de usar sapatos...

 

Conclusão: Ficámos a saber que envelhecemos. Mas já sabíamos isso há milhões de anos!

 

Bibliografia:

http://divulgarciencia.com/

http://www.news-medical.net/

publicado por eu-calipto às 23:26

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2011

Guitarra portuguesa

Obrigado Marisa

 

Qualidade de imagem e som excepcionais. Chamem directamente do YouTube e coloquem em ecan inteiro.

Ouçam até ao fim. Uma maravilha.

tags:
publicado por eu-calipto às 22:35

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

Carlos Alexandre, o super juiz?

Não tenho formação jurídica portanto estas coisas da justiça sempre me fizeram uma certa confusão. Por exemplo custou-me a perceber porque razão há advogados que aceitam defender criminosos quando não há a mínima dúvida que o são. A explicação que me deram é que a pena tem de ser adequada à gravidade do crime cometido, ou seja, se não houvesse defesa todos os suspeitos levariam com a pena máxima de 25 anos e então não haveria distinção entre um crime grave e um menos grave, não se fazendo verdadeira justiça. Tenho de aceitar este argumento, mas muitos advogados de defesa tentam defender a inocência total dos seus clientes, mesmo contra todas as evidências.

Se é preocupante não condenar um criminoso,

Não há pior injustiça do que condenar um inocente!

Para evitar condenar inocentes a justiça foi apurando mecanismos que começam por considerar alguém suspeito (arguido), fase em que a pessoa tem o direito de se defender da suspeita que alguém levantou. Todos afirmam que os arguidos são perante a lei inocentes. Nesta fase, chamada de inquérito, um juiz analisa as provas de quem acusa e as razões de quem diz que é inocente, e avalia a probabilidade de ter havido crime e de este poder ser provado em julgamento.

Se a probabilidade de se provar que houve crime e de que resulte uma condenação for menor do que a de condenação o juiz não deve mandar o arguido a julgamento. No caso contrário, se a probabilidade de condenação for superior do que a de absolvição então o arguido passa a acusado e vai a julgamento.

Isto é uma das fases mais importantes, porque ir a julgamento e ser absolvido é já uma forte condenação. Por isso um juiz de instrução não deve ser uma máquina de assinar o que vem de trás. Tem o dever de fazer um trabalho rigoroso e responsável, sem se deixar influenciar por governos, por interesses económicos, por simpatias políticas, por opiniões de colegas, pela comunicação social, etc.

Tem de ser um super juiz.

Ora o “super juiz” Carlos Alexandre parece que errou pelo menos uma vez.

Leia-se:

http://campusdajusticajg.blogspot.com/2011/01/apito-dourado-relacao-confirma.html

Enviou para julgamento 16 pessoas que todas foram absolvidas em primeiro julgamento e dopois em instância superior, por falta de provas concretas, e ainda por cima com fortes críticas do tribunal da Relação, que disse expressamente: "... prova desastrosa ..."; “… não haveria sequer o mínimo de indícios consistentes para conduzir a julgamento “.

Então desta vez o super juiz não foi super juiz nenhum.

Conclusão

Já não percebia certos advogados, mas nos últimos tempos deixei também de perceber muitos juízes. Será porque só sou licenciado em engenharia? Tenho vício das ciências exactas?

À semelhança da filosofia incompreensível de alguns advogados de defenderem tudo a qualquer preço, receio que alguns juízes insistam em condenar pessoas contra todas as evidências.


publicado por eu-calipto às 19:13

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Janeiro de 2011

Frase que impõe respeito

O Governo diminuiu os subsídios públicos às escolas privadas. A "iniciativa privada" respondeu no seu melhor: Caixões em frente ao Ministério da Educação. Estão sempre a clamar contra as despesas do Estado, mas ao mesmo tempo exigem subsídios e apoios.

 

Roma era superior aos Bárbaros, mas sucumbiu por isso mesmo, porque a barbárie é mais fácil.’

Isto é verdade ou não?

Que a ordem é mais difícil de conseguir do que o caos, isso não há dúvida.

tags:
publicado por eu-calipto às 20:03

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 23 de Janeiro de 2011

O povo escolheu está escolhido

Cavaco é de novo presidente de Portugal (2011-2016). Parabéns. Os portugueses escolheram. A democracia é mesmo assim, certa ou errada a maioria escolheu.

Vamos ter um presidente que muita gente afirma ser sério, mas com amigos íntimos mais do que duvidosos. Um preso (responsável pela maior fraude bancária de todos os tempos), outro fugido (em Cabo Verde), outros novos ricos administradores de grandes empresas públicas, outro vizinho da sua casa de férias (industrial imobiliário com bons terrenos na zona do futuro aeroporto de Alcochete). Cavaco tem futuro assegurado.

Não me custa aceitar que Cavaco seja como é. Faz pela vida, coitado, a mulher só recebe 800 Euros de reforma. O que me me surpreende mais é ver pessoas que respeito e acho ponderadas e sérias acreditarem cegamente em Cavaco.

Bom, será de todos estes que será intessante ouvir os comentários quando Cavaco voltar a fazer as suas asneiras ou insistir nos seus tabus.

Abdool Magid A. Karim Vakil, Alberto João Jardim (de forma enigmática), Álvaro Barreto, António Capucho, António Lobo Xavier, António Ramalho Eanes, Bagão Félix, Campos e Cunha, Carmona Rodrigues, Constança Peneda, Dias Loureiro, Fernando Seara, Fernando Fantasia, João Lobo Antunes, José Roquette, Kátia Guerreiro, Luís Filipe Roma, Marcelo Rebelo de Sousa, Maria João Avilez, Maria José Nogueira Pinto, Marques Mendes, Nogueira Leite, Passos Coelho (mas de forma envergonhada), Paula Texeira da Cruz, Paulo Portas, Rui Rio,

muitos outros …

publicado por eu-calipto às 20:58

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2011

Quem ajuda quem?

Fiz uma estatística que não deve fugir muito à realidade.

Na minha pequena rua moram cerca de 50 famílias,  admitamos cerca de 120 pessoas.

Há quatro automóveis alemães de alta gama com menos de 4 anos.

Se isto for verdade para o país dará para 6 milhões de cidadãos em fase activa da vida, cerca de 1 automóvel de alta gama de marca alemã para cada 120 pessoas, dá 50 000 automóveis quase novos.

Como uma automóvel de boa marca alemã não custa menos do que 40 000 Euros, temos um valor total investido de 2 mil milhões de contos.

Tirando impostos (35%) do valor de compra e dividindo por quatro anos dá 325 milhões de Euros por ano a favor da indústria alemã.

Quem disse que a Alemanha é que está a ajudar Portugal?

Nós também não estamos a ajudar a Alemanha?

Não contei com as peças que vendem custando uma fortuna, os submarinos, etc..

Não acreditam? Façam as contas.

Quando viajarem numa auto-estrada peçam a alguém que não vá a conduzir para contar cem dos automóveis que vos ultrapassam e destes quantos são de marca alemã BMW, Audi, Mercedes, Porche, VW de gama alta e idade recente. Vão ficar surpreendidos.

Bom, dirão, é porque os automóveis alemães são melhores do que os outros, duram mais. Mentira! Vejo muitos Audi, BMW e até Mercedes avariados à beira da estrada, mais do que nos automóveis Japoneses. Então porque toda a gente quer carros de luxo alemães? Não posso responder porque seria com uma asneira (cagança).

Relembro post sobre “Quem vai pagar a crise”.

http://eu-calipto.blogs.sapo.pt/37587.html

Uma coisa é certa. A realidade é muito mais complexa do que a análise simplista dos comentadores de televisão e das capas dos jornais.

publicado por eu-calipto às 20:09

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2011

Habilidade alemã

Os alemães acham que estão a pagar o pão que os Europeus do Sul comem todos os dias.

Ou seja, não querem desvalorizar o Euro nem reforçar os empréstimos a juro mais barato para os países mais pobres. É legítimo que eles, que são mais organizados, inovadores e trabalhadores, vivam melhor do que os outros. Mas será que não ganham nada em pertencer à União Europeia?

Eles foram grandes contribuintes dos orçamentos da Comissão Europeia, mas também terão beneficiado com a mão-de-obra barata dos países mais pobres. A indústria alemã encheu a Europa de Mercedes, de Audis, de Porches, de BMW, Volkswagen, de comboios de alta velocidade, de centrais eléctricas e nucleares, etc.

Mesmo assim, algumas sondagens feitas na Alemanha revelaram que boa parte dos alemães se mostrou a favor da reintrodução do marco federal e saída do Euro.

A Srª Merkel teve muitas culpas na formação desta opinião generalizada no seu país, mas agora está a dizer o contrário.

http://sol.sapo.pt/inicio/Internacional/Interior.aspx?content_id=9545

Será que a Srª Merkel mudou de ideias e agora já gosta dos países mais atrasados?

Claro que não!

O que acontece é que ela e alguns economistas vêem um pouco mais longe do que o comum dos cidadãos.

Se a Alemanha deixasse o Euro, esta moeda desvalorizava instantaneamente ao mesmo tempo que o Marco se valorizava enormemente. O Marco ficaria tão forte que permitiria comprar petróleo e outros bens mais baratos, portanto, aumentavam as exportações dos outros países para a Alemanha.

O que também aconteceria era que aos artigos de luxo (automóveis caros) e maquinaria, material de guerra (submarinos e outras armas), comboios, etc., ficariam a preços incomportáveis para os que ficavam no Euro. Reduziam-se muito as exportações alemãs. Os tais Europeus mais pobres e com o Euro desvalorizado teriam de fazer pela vida e comprariam automóveis Coreanos e Chineses. Desenvolviam um pouco mais a agricultura e a indústria de média tecnologia.

Partiríamos para um novo equilíbrio em que passado algum tempo sobrevivíamos sem precisar da Alemanha.

Conclusão: a Alemanha perderia importância e poder na Europa. É isto que os mais espertos já estão a antever. Vão ficar no Euro claro, mas vão sufocar até ao limite os países do Sul, emprestando-lhes dinheiro a juro elevado, sob a ameaça de não terem confiança nesses países, acusando-os de trabalhar pouco, etc.

Deviam portanto ser os países do Sul a pedir para a Alemanha sair do Euro. Sofríamos um pouco ao princípio mas depois até seria melhor para nós.

Vejam o que escrevi no final do ano passado e sobretudo o artigo de Miguel de Sousa Tavares:

http://eu-calipto.blogs.sapo.pt/43579.html

http://eu-calipto.blogs.sapo.pt/43959.html

publicado por eu-calipto às 23:30

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Janeiro de 2011

Aldeia do BPN? É SÓ PISCINAS

http://www.esquerda.net/artigo/cavaco-esconde-escritura-da-sua-casa-na-aldeia-bpn

“Em Albufeira, há uma urbanização especial, onde têm casas Cavaco Silva, Oliveira Costa, Fernando Fantasia, da SLN, Eduardo Catroga. A escritura do lote do Presidente da República não se encontra na Conservatória de Albufeira. Cavaco diz que não se lembra de onde a assinou. Um seu colaborador disse à revista Visão que a propriedade foi adquirida “através de permuta com um construtor civil”.

Nota: Viver ao pé de amigos não é prova de nenhuma irregularidade nem corrupção. Apenas será bom conhecer bem a vida dos nossos políticos, porque os jornais Sol e Correio da Manhã só mostram as casas que Sócrates desenhou na Guarda há 20 anos, não mostram as casas do Bairro do BPN.

Para o bem e para o mal hoje em dia sabe-se tudo, mas também é fácil criar e divulgar factos que põem em dúvida a honorabilidade dos outros. É que eu estou a fazer àqueles que já fizeram o mesmo a outros.

Lembram-se do velho ditado popular ?: -“Não faças aos outros o que não queres que te façam a ti”.

É que, só por acaso, este senhor que tem uma casa na aldeia da Coelha, vai ser Presidente de Portugal.

 

publicado por eu-calipto às 21:31

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2011

Em quem votar e para quê?

http://a-vida.blogs.sapo.pt/13310.html

Análise interessante tirada do blog Perplexo sobre as eleições presidenciais:

http://perplexo.blogs.sapo.pt/23348.html

Um resumo dos pontos mais interessantes:

“…

Uma razão de fundo para a falta de interesse das declarações de todos os candidatos é o facto, impossível de ignorar, que uma mudança de Presidente não terá qualquer influência nos males que nos afligem. Seria (porque não vai ser) uma mudança de estilo em Belém; Alegre tem muito mais pose de estado, voz mais histriónica e melhor gosto a vestir-se, apresenta uma mulher mais interessante – enfim, teríamos um Presidente que se podia mostrar às pessoas sem vergonha nenhuma.

Também há quem pense que existe um Gangue dos Cavacos, mas a maioria não tem tanta certeza e está mais inclinada a pensar que o homem é um inocente, probo e honesto, e escolheu mal alguns assessores, que mais tarde fizeram umas golpadas. E também quem ache que o Gangue dos Cavacos é apenas um dos gangues da terra, e que também há o Gangue das Varas Socráticas, e mais o Gangue do Norte e outros gangues que agora não vale a pena mencionar; lutam todos uns contra os outros, mas unem-se automaticamente e protegem-se intuitivamente quando se trata de explorar o povinho. …

Votar em Manuel Coelho é dizer a estes tipos que não acreditamos em nada do que deles venha e, melhor ainda, que não vemos nenhuma diferença moral entre eles e o maluquinho da Madeira.

…”.

Quanto à conclusão eu acho melhor protesto votar Fernando Nobre ou Defensor Moura.

publicado por eu-calipto às 19:43

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Janeiro de 2011

Subscrição para Cavaco

Leiam o original:

BPN: Cavaco afinal vendeu barato

Por Felícia Cabrita       7 de Janeiro, 2011

http://sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=8623

Comentario:

Coitado do Cavaco. Perdeu dinheiro. Foi enganado.

Abra-se uma subscrição para arranjar fundos para compensar Cavaco dos prejuízos das acções.

Nota: Esta notícia tinha de vir no Sol, e com a cereja em cima do bolo - Felícia Cabrita.

Humor negro, branqueamento, rigor jornalístico, imparcialidade? Fico na dúvida.

Aliás, ninguém vai mudar de opinião por este meu comentário nem pela notícia de Felícia Cabrita.

Tal como na religião e no futebol, cada um tem as suas opiniões formadas e lê o que lê com os seus olhos de simpatia. Os que gostam de Cavaco dizem : "- Lá está. O homem é inocente, até perdeu dinheiro e por razões de política suja estão a tentar queimá-lo. Quanto mais lhe batem mais gosto dele".

Os que não gostam de Cavaco (como eu), dizem: "- Aqui está mais uma tentativa de desculpar Cavaco, mas tão mal amanhada que em vez de ajudar prejudica Cavaco. Obrigado Felícia Cabrita".

publicado por eu-calipto às 18:33

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 5 de Janeiro de 2011

Conhecer melhor Cavaco

Sabe-se que Cavaco teve um processo disciplinar na Universidade Nova. O que muito gente não sabe é porquê e como acabou?

Aqui deixo informação sobre este tema retirada do blog Random Prescision com o título Dívida de Gratidão.

http://rprecision.blogspot.com/2011_01_01_archive.html

Se não quizerem ir à origem deixo um resumo:

"Naqueles longínquos anos 80 o Prof. Aníbal Cavaco Silva era docente na Universidade Nova de Lisboa.
Mas o prestígio académico e político que entretanto granjeara (recorde-se que havia já sido ministro das Finanças do 1º Governo da A.D.) cedo levaram a que fosse igualmente convidado para dar aulas na Universidade Católica. Na Universidade Nova as faltas injustificadas de Cavaco começaram a suceder-se a um ritmo cada vez mais intolerável para os órgãos directivos da Universidade.
A tal ponto que não restou outra alternativa ao Reitor da Universidade Nova, na ocasião o Prof. Alfredo de Sousa, que não instaurar ao Prof. Aníbal Cavaco Silva um processo disciplinar conducente ao seu despedimento por acumulação de faltas injustificadas.

Instruído o processo disciplinar, foi o mesmo devidamente encaminhado para o Ministério da Educação a quem, como é bom de ver, competia uma decisão definitiva sobre o assunto.

Na ocasião era ministro da Educação o Prof. João de Deus Pinheiro.

Ora, o que é facto é que o processo disciplinar instaurado ao Prof. Aníbal Cavaco Silva, e que conduziria provavelmente ao seu despedimento do cargo de docente da Universidade Nova, foi andando aos tropeções, de serviço em serviço e de corredor em corredor, pelos confins do Ministério da Educação, até que, ninguém sabe bem como nem porquê,... desapareceu sem deixar rasto...
E até ao dia de hoje nunca mais apareceu.

...

Entretanto o Prof. Cavaco Silva foi nomeado Primeiro-ministro. O Prof. João de Deus Pinheiro veio a ser nomeado ministro dos Negócios Estrangeiros de um dos Governos do Prof. Cavaco Silva, sem que tivesse constituído impedimento a tal nomeação o seu anterior desempenho, tido geralmente como medíocre, à frente do Ministério da Educação.

...

A amizade é, de facto, uma coisa muito bonita...

publicado por eu-calipto às 23:42

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 4 de Janeiro de 2011

Voto útil

http://www.defensormoura.com

Entrei para esta campanha presidencial completamente livre de preconceitos, com uma mente aberta e atento. Com a “imparcialidade ” que me foi conscientemente possível, ouvi e li a informação que me foi chegando sobre todos os candidatos. Quem demonstrasse que merecia levaria o meu voto.

Tinha uma simpatia natural por um dos candidatos, mas os debates, as entrevistas e mais alguma coisa que fui lendo e ouvindo foram suficientes para mudar de ideia e decidir, muito antes do dia das eleições.

Vou votar Defensor de Moura.

Passou por África, teve várias ocupações, desde médico a controlador aéreo, autarca e deputado. Respondeu com calma às provocações eleitorais nos debates e entrevistas. Não se vêm figuras mediáticas duvidosas a defendê-lo, do género Pacheco Pereira, Mário Crespo, Marco António, etc.. Experiência política como presidente de uma Câmara 16 anos em maioria relativa, conseguindo compromissos entre vários partidos. Avançou sem apoios institucionais e não se amedronta com sondagens de 0,7% de intenção de voto. As pessoas que o conhecem dizem que é uma boa pessoa.

Em resumo, dez razões que me levam a votar Defensor Moura:

  1. Parece-me um homem sem demagogia, ou com menos do que os outros.
  2. Tem currículo de seriedade.
  3. Tem um elevadíssimo autocontrolo das emoções.
  4. Grande capacidade de diálogo sem deixar de marcar bem as suas opiniões.
  5. Pensa antes de falar. Ouve os outros.
  6. Não tem compromissos com terceiros a quem tenha de retribuir benesses.
  7. Dá garantia de equidistância a todos os partidos.
  8. Não faz julgamentos apressados das outras pessoas.
  9. Tem coragem.
  10. É melhor do que os outros.

Por tudo isto e mais que não consigo expressar, acho que Defensor Moira seria o melhor presidente para Portugal.


publicado por eu-calipto às 20:01

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2011

Frases célebres com utilidade

Para começar bem o Ano de 2011 pense nestas ideias:

  1. "A coisa mais importante da vida não é a situação em que estamos, mas a direcção na qual nos movemos." --Oliver Wendell Holmes
  2. "A ausência de alternativas torna as mentes duras espantosamente claras." -- Henry Kissinger
  3. "Ler sem pensar é uma ocupação inútil." – Confúcio
  4. "Todas as empresa precisam de gente que erra, que não tenha medo de errar, mas que aprenda com os erros." -- Bill Gates
  5. "A liberdade não morrerá enquanto os homens morrerem por ela." -- Charles Chaplin
  6. "Adapta-se ou desaparece: é o ditame inexorável da natureza, hoje como ontem." -- H. G. Wells
  7. "Ninguém comete erro maior do que não fazer nada porque só pode fazer pouco." -- Edmund Burke
  8. "Ser negativo com relação ao futuro significa não aproveitar a vida." -- Joey Ramone
  9. "Um homem que não lê bons livros não leva vantagem alguma sobre o homem que não sabe lê-los." -- Mark Twain
  10. "Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer!" – Gandhi
  11. "O único homem que não erra é aquele que nunca fez nada." – Roosevelt

Para terminar

 

12. "Não se torne insubstituível! Se não puderem substituí-lo, nunca será promovido." – Anónimo

13. “"O que não é bom para o enxame não é bom para nenhuma das abelhas. "– Anónimo

publicado por eu-calipto às 00:49

link do post | comentar | favorito
|

pesquisar

 

Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Moção de "auto-censura" p...

Rei Ghob

Confirmação da injustiça ...

Os intocáveis

Roubados e ainda temos de...

Não sejam mal agradecidos...

Rir é o melhor remédio, s...

Miguelito Relvado - O Ban...

Carlos Alex. Quem é ele? ...

Aeroporto no Montijo - er...

Mário Soares - o bochecha...

Bom Ano Novo

Atentados. Pode haver ou ...

Prisão, prisão, presão, p...

Justiça inútil ou "injust...

Polémica - Nova investiga...

Antoniodominguesmania - o...

Pedro Dias, Pedro Dias, P...

A lata deste gajo é imbat...

Marques - Mentes

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

favorito

Venha o diabo e escolha.

links recomendados

Tempo

blogs SAPO