Domingo, 29 de Julho de 2012

Vem-da do Pavilhão Atlântico / Nego-ciata do P. A. ?

 

O que vem na imprensa:

“Montez compra Pavilhão Atlântico”

“Luís Montez é o novo dono do Pavilhão Atlântico, adquirido através do Arena Atlântico, consórcio que integra ainda a Ritmos&Blues (R&B)”, …

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/lazer/musica/montez-compra-pavilhao-atlantico

“O Governo aprovou em Conselho de Ministros a venda das ações representativas da totalidade da capacidade social da Atlântico -- Pavilhão Multiusos de Lisboa, em conjunto com o Pavilhão Atlântico, ao agrupamento Arena Atlântico de Luís Montez”.

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=574110&tm=6&layout=121&visual=49

 Arena Atlântico ganhou a corrida à compra do Pavilhão Atlântico, pagando ao Estado 21,1 milhões de euros. Promete manter a aposta nos espectáculos e ajudar a desenvolver a música portuguesa.

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=570461

 Quem é Luís Montez?

“Luís Montez é genro de Cavaco Silva, proprietário da Música na Coração, empresa de festivais musicais, mas participou neste consórcio a título pessoal. A Ritmos e Blues, liderada por Álvaro Ramos e Nuno Braancamp, é uma produtora de grandes eventos musicais. No Rock in Rio Lisboa é co-produtora desde 2004”.

O anúncio de que a Arena Atlântico foi a vencedora do processo foi feito esta tarde pela ministra Assunção Cristas, após o Conselho de Ministros onde a decisão foi tomada.

Governo viu à lupa contas de Montez

O facto de Luís Montez ser genro do Presidente da República tornou a escolha mais delicada.

http://expresso.sapo.pt/governo-viu-a-lupa-contas-de-montez=f742851

A venda do Pavilhão Atlântico ao consócio Arena Atlântico - liderado pelo empresário Luís Montez - foi detalhadamente discutida no Conselho de Ministros.

O detalhe da discussão prendeu-se, sobretudo, com a quantidade de e-mails e informação (sobretudo anónima) que circulou na internet sobre alegadas dívidas de Luís Montez e da sua principal empresa - a Música no Coração - a vários credores, nomeadamente ao Estado e à Segurança Social, além de vários processos de execução a correr em tribunal, por dívidas a várias empresas.

As diligências do Governo não detetaram qualquer irregularidade, garantindo, assim, a idoneidade da proposta vencedora, que integra ainda a Ritmo & Blues, um fundo do BES, e alguns quadros do Pavilhão Atlântico.

Luís Montez adquiriu, em consórcio, a 26 de Julho de 2012 o Pavilhão Atlântico no Parque das Nações em Lisboa por menos de metade do preço de custo.

O Pavilhão Atlântico custou 11 milhões de contos (perto de 55 milhões de euros) a ser construído e foi vendido por 21,2 milhões de euros.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_Montez

E agora a minha opinião

Lá por ser genro do Sr. Cavaco Silva não quer dizer que não possa fazer a sua vida como qualquer um de nós.

Luís Montez é certamente uma pessoa séria. Foi este que casou com a filha do presidente da República - Patrícia Montez, a tal que ganhou mais-valias com as acções do BPN. Não conheço bem estes parentescos. Só leio o que vem escrito nos jornais. Os mesmos jornais que noticiaram o processo Face Oculta, o Freeport, a Compra da TVI, etc., os mesmo que diziam que a mãe de Sócrates tinha sido beneficiada na compra do apartamento, que os primos de Sócrates tinham recebido dinheiro, que o tio de Sócrates tinha usado o seu nome, etc., etc., quase tudo coisas mentirosas e nunca confirmadas. É bem verdade que não se pode confiar inteiramente em grande parte da nossa imprensa e comunicação social, em especial o Correio da Manhã, Sol, TVI e tablóides associados.

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Policia/Interior.aspx?content_id=1829575

No entanto,

Estas pessoas que compraram o Pavilhão Atlântico dispõem de milhões de Euros sem terem acertado no Euromilhões. Pensarão alguns que são empresas que se dedicam a fabricar algum produto de alto valor para as exportações? Nada disto. Trata-se de empresas promotoras de espetáculos de música. Ou seja, contratam músicos estrangeiros a preços de ouro e fazem assim sair do país verdadeiras fortunas de dinheiro. Seja, empresas que empobrecem o país ainda mais, em troca, não de auto-estradas, nem de pontes, nem TGV, nem de energias renováveis, nada! A única coisa que aparece no país durante umas horas é muito barulho, muitas bebedeiras e droga.

Quem está envolvido neste negócio de sangria do capital nacional? Luís Montez, genro do Sr. Presidente da República e amigo de Assunção Cristas e (Relvas?).

Vídeo:

http://www.agenciafinanceira.iol.pt/empresas/cristas-pavilhao-atlantico-luis-maltez/1364225-1728.html

Agora é só esperar algum tempo que as coisas melhorem um pouco e vende-se o Pavilhão Atlântico a um outro interessado por um preço duas ou três vezes mais elevado e pronto. Serão negócios entre empresas privadas e ninguém tem nada a ver com isso.

Fiquem atentos. Tudo ou quase tudo se vem a saber. Espere-se pelos bons serviços à nação de Felícia Cabrita e de Mário Crespo. Tanto que falaram dos processos Face Oculta e Casa Pia. E os procuradores justiceiros?  Não mandam investigar nada? Não há escutas? Não há cartas anónimas encomendadas? 

publicado por eu-calipto às 18:14

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Julho de 2012

Nuno Crato - Licenciado em Matemática

O gráfico que apresento de seguida foi obtido na página oficial do Ministério da Educação.

Eu não sou doutorado em matemática, mas no meu ensino secundário de antigamente aprendi que quando há um universo de possibilidades a distribuir por um conjunto finito, os 100 % correspondem a toda a população da amostra. Ou seja, no caso presente: se só há duas possibilidades, ensino privado e ensino público, as percentagens de estudantes em cada uma das opções corresponde a uma fração dos 100 %, mas a sua soma tem de dar 100 %.

Vejam que nas especialidades de Agricultura nas Ciências só há oferta de ensino público, então a percentagem devia ser 100 %.

Nas Tecnologias, na Arquitetura, na Economia e no Direito, a soma dos que frequentam o ensino público com os que frequentam o ensino privado dá muito mais do que 100 %.

Será que estudaram e tiraram os cursos na Universidade Lusófona (*)? Só vejo esta explicação.

(*) Sim, aquela que dá licenciaturas num ano, aos amigos.

Um simples exercício. Estamos aqui dez pessoas, 80% dizem que estudaram direito na universidade pública - portanto 8 pessoas. 40 % dizem que estudaram na universidade privada, portanto 4 pessoas. O resultado 8 + 4 dá 12 pessoas. Mas nós éramos só 10. De onde apareceram os outros 2? 

Resposta possível: Estão na Lusófona a estudar com o Sr. Relvas e os outros ministros formados com média de 11 valores.

publicado por eu-calipto às 13:29

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 21 de Julho de 2012

As eleições deviam ser hoje

É capaz de ser maçador ouvir tudo, mas se quiserem ficar um pouco mais esclarecidos ouçam só 5 minutos.

Fica-se a perceber muita coisa.

  Sócrates era "corrupto" segundo os juizes do Barreiro, mas muito bom fotógrafo.

A fotografia tirada a Passos Coelho foi muito boa. 

Sócrates é bruxo ou quê?

Por causa do jeito para a  "fotografia" é que têm tanto medo dele.

O resultado foi o desilusionista.

Este vale a pena ver até ao fim. 

 

publicado por eu-calipto às 22:05

link do post | comentar | favorito
|

Não é preciso novo aeroporto pois não?

Portela está a recusar voos

http://sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=54946

"O aeroporto da Portela já está a rejeitar novos voos por falta de espaço, revela ao SOL o presidente cessante da ANA – Aeroportos de Portugal. E, segundo este gestor, a situação vai piorar nos próximos anos, devido à decisão do Governo em adiar sine die a construção do aeroporto em Alcochete."

O tal aeroporto que ainda tinha capacidade para mais dez anos.

Não há dinheiro. Pois não há, mas também o novo aeroporto não tinha de ser feito pelo Estado.

Os privados têm muito dinheiro. Cada vez mais. Fazem hospitais, compram televisões, compram companhias aéreas.

Só não gostam de aeroportos :-{

Qualquer dia não há dinheiro para electricidade e o aeroporto passa a fechar às 6 da tarde.

A pouco e pouco o país vai-se tornando sustentável.

Quando estivermos igual à Guiné ficamos sem dinheiro e sem dívidas. Chagaremos finalmente ao objetivo final - o equilíbrio das contas públicas.

 

 

publicado por eu-calipto às 21:11

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Julho de 2012

Vira o disco e toca a mesma

Caso Freeport II

"Juiz deixa nas mãos do Ministério Público avançar com investigação a Sócrates"

http://www.publico.pt/Sociedade/advogado-de-socrates-considera-lamentavel-que-tribunal-retome-suspeitas_1555741

Sempre o mesmo alvo para a justiça e para a direita - Sócrates . Os roubos do BPN e BPP, submarinos, sobreiros, etc., etc., não importam. O que interessa é manter a vela acesa contra Sócrates para esquecermos o que se passa com as privatizações actuais e o desgoverno que temos. Todos os políticos estão com medo de se meterem com os juízes, e daí, estes andarem à solta como se Portugal fosse um pasto deles.

Mas o que parece estranho mas acaba por ser muito revelador, é perceber-se de que lado estão as simpatias e as amizades. Sempre quiseram "trinchar" José Sócrates, e não desistem. Juizes e procuradores haverá para todos os gostos, mas no entanto não se vê esta ganância por condenar na praça pública as figuras mais que suspeitas de Portas, Dias Loureiro, Miguel Relvas. Talvez a explicação seja que os juízes de mais simpatias pelo Partido Socialista sejam mais ajuizados do que os que não gostam de Sócrates, de Pedroso, de José Penedos, de Ferro Rodrigues e do partido Socialista. Um dos lados dos juízes são mais honestos do que os outros que gostam e protegem os Portas, os Loureiros e os Relvas. É nestas guerras internos da justiça que vão trocidando inocentes como talvez tenha acontecido no Processo Casa Pia e está a acontecer no Face Oculta. Só faltava agora o Freeport II.

Uma vergonha. Um nojo.

Só posso imaginar uma explicação. Reconhecem que quem está no governo agora é pior que Sócrates e partido Socialista, portanto têm medo, ou até pavor, que Sócrates ou o PS voltem reforçados, mais cedo do que eles desejam, ficando sem tempo para tomarem conta de tudo.

Por precaução nada melhor do que manter as baterias apontadas e fogo serrado contra Sócrates.

Isto não é política nem é justiça. É uma palhaçada. Sócrates foi mau? Foi o único mau?

Penso que mesmo os que não gostaram de Sócrates como político terão o bom senso de concordar que isto já cheira mal. É demais.

Porque não investigaram tudo de uma vez? Não tiveram tempo para esclarecer tudo? Passaram 11 anos desde a aprovação do Freeport. As "luvas", a existirem, foi antes". Não houve tempo?

Ou culpavam ou deixavam o homem em paz. Assim é a pior das situações – ambiguidade, castigo lento. Suspeita eterna. Incompetência ou maldade inaceitáveis? As duas coisas?

Mas tenham cuidado. O comportamento do povo é por vezes imprevisível. Pode o efeito real ser o contrário do que os senhores juízes e políticos pretendem.

Quem julga também acaba por ser julgado e avaliado, nem que seja pela história.

Dos muitos blogs, um dos comentários mais acertados foi, como é habitual, o do O Jumento:

"Juiz do Tribunal do Montijo 
Há muito que todos perceberam quem estava a ser julgado no tribunal do Montijo, bastava ler o Correio da Manhã para se perceber que muitos interrogatórios conduzidos pelos magistrados visavam investigar o eventual envolvimento de José Sócrates. O verdadeiro arguido sem direito a defesa neste julgamento era Sócrates, mas como os magistrados não o podiam condenar por nada porque nada provaram a não ser que a justiça portuguesa só serve para gastar dinheiro aos contribuintes e pagar mordomias aos magistrados, arranjaram uma forma de abrir um Caso Freeport II.
Enfim, ao menos desta vez o pessoal da justiça foi mais ou menos frontal, não encomendaram uma carta anónima."
publicado por eu-calipto às 22:55

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Julho de 2012

Até o Sol -----> já brilha

http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=54647

Secretária do PSD acusada de desviar fundos já tem novo cargo nas Finanças

"Ana Moura – a ex-vogal da comissão política do PSD Setúbal que está a ser investigada por desvio de fundos do partido e falsificação de documentos – mantém-se a trabalhar no Ministério das Finanças, apesar de ter sido exonerada do cargo de secretária pessoal da Secretaria de Estado do Tesouro".

Palavras para quê?

São artistas portugueses, portanto, habilidosos.

Junte-se mais este cromo, nº 666 ? 


publicado por eu-calipto às 15:10

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Julho de 2012

Coleção de cromos do PSD

 

Podem pensar que é má vontade minha. Talvez seja, mas os cromos vão-me dando razões para a minha má vontade!

Se critico o PSD porque razão não critico o governo que esteve lá antes.

Pois a razão é esta. O governo que esteve antes já foi julgado.Tendo perdido as eleições já não pode fazer diferente o que fez de mal.

Eu por acaso já desconfiava que quem vinha a seguir não era grande coisa, pela razão de perceber que a forma como engendravam acusações a Sócrates era de forma pouco séria (à Relvas). Eram os projetos das casas que Sócrates tinha feito há dezoito anos atrás, era o preço da casa da mãe de Sócrates, era o pequeno almoço com Luís Figo; eram as luvas do Freeport, eram as escutas de Sócrates/Vara no processo Face Oculta, etc. Todo o PSD e seus polícias e procuradores amigos aproveitaram para deitar o governo PS abaixo. Passaram a ideia, repetida mil vezes, que Sócrates era um mentiroso, tudo o que fizesse ou dissesse era mau. Os jornais dos amigos ajudaram: "Correio da Manhã; Sol; TVI; Sábado).

Se usassem apenas razões políticas e fossem mostrando seriedade e competência de si próprios, seria eu um dos interessados que Portugal tivesse um futuro melhor.

Mas o que é que aconteceu? Derrubaram o governo socialista através de uma mentira, dizendo Passos Coelho que não conhecia o PEC IV. Foi a primeira grande mentira. Gritaram bem alto que já bastava de tanta austeridade que vinha aos poucos de PEC em PEC. Todos se lembram, disto.

Então os senhores deste PSD mafioso tomaram o poder à custa das promessas mentirosas que não podiam cumprir. Nomearam poucos ministros para serem poupadinhos. Iam acabar com as gorduras do Estado. Iam acabar com o rendimento de inserção, não aumentariam impostos, blá, blá, blá.

A realidade foi-se mostrando bem diferente. O PSD e o CDS atacaram todos os lugares de bons salários no Estado, nas empresas públicas e no setor empresarial de algum modo dependente do Estado. Foi assim com Catroga, com José Luís Arnaut, com Borges, com Santana Lopes, com Moedas, os administradores da CGD, etc., etc., os favores à gente da maçonaria e serviços secretos. Pouparam nos ministros mas gastaram em assessores, secretárias e motoristas, pagos a peso de ouro (amigos de confiança, está bem de ver).

As mentiras sucedem-se a um ritmo nunca visto, o IVA, o IRS, o IMI, as taxas moderadores, os subsídios, a electricidade, o gás, etc., etc., tudo a aumentar.

Chagados a Julho de 2012 o resultado da política de “verdade e rigor” foi o desemprego, a falência de empresas, o não cumprimento do défice e a recessão.

A grande cereja em cima do bolo apareceu com a licenciatura de Relvas. Tudo dentro da lei e com o máximo rigor. Passos Coelho diz que este assunto é um “não assunto”, o ministro Crato calado que nem um rato. O 2º Luís Filipe Menezes já tinha dito que a culpa de todos os males era a "chafurdice política" dos outros.

Pois é! É mesmo uma chafurdice política, e das grandes, mas dentro da casa dele. Do pai dele e dos amigos.

Para não perder o ritmo das parvoíces, o velho e ressabiado professor Marcelo mete de novo o pauzinho na engrenagem. Acha que é um bom conselho a dar ao governo de Passos Coelho tirar Relvas e colocar nesse lugar Luís Marques Mendes. E diz isto com ar sério sem se rir às gargalhadas. Estava à espera que ele acabava de falar e Passos ia a correr a Caxias buscar Marques Mendes para o governo? 

O líder da JSD diz que a culpa da trafulhice de Relvas é de Mariano Gago. Já se pode dizer tudo e o seu contrário. Jardim também quer equivalências (só não quer equivalência a Vale e Azevedo).

Uns cromos.

publicado por eu-calipto às 19:22

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Julho de 2012

Deus lhe pague Dr. Relvas

"Os gregos choram, os espanhóis tremem de medo, os alemães bebem cerveja até se mijarem-se pelas pernas abaixo, os únicos europeus que se divertem, que não perderam o bom hábito de contar anedotas são os portugueses.
Não são cornos mansos como muitos insinuam, simplesmente têm fortes razões para passarem o dia a rir.
Fartam-se de trabalhar só a limpar a caixa do correio electrónico, tudo isso graças a Miguel Relvas".
Adaptado de O Jumento

http://www.jumento.blogspot.pt/2012/07/deus-te-pague-o-ilustre-dr-relvas.html

 
 
publicado por eu-calipto às 19:52

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Julho de 2012

Mais um não assunto

Passos Coelho montou sede de campanha em espaço da Universidade Lusófona nas eleições do PSD

http://www.ptjornal.com/201207099450/geral/politica/passos-coelho-montou-sede-de-campanha-espaco-da-universidade-lusofona-nas-eleicoes-do-psd.html

"Pedro Passos Coelho, primeiro-ministro, criou a sua sede de campanha num espaço cedido pela Universidade Lusófona, em 2010, quando disputava a liderança do PSD, nas eleições internas, contra Aguiar-Branco e Paulo Rangel. As instalações da Lusófona foram cedidas a título gracioso, revela o Correio da Manhã. Também em 2008, quando Relvas fazia parte da Comissão Política, aquela universidade terá 'emprestado' instalações a Passos."

publicado por eu-calipto às 19:49

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 7 de Julho de 2012

O burro uiva e a caravana vai ladrando

Clique para  ver e ouvir

 http://desporto.sapo.pt/jogos_desportivos_cplp/videos/8a-edicao-dos-jogos-cplp/?id=jYff5ONQzOpFUHqHHPPZv

 Ou será,

Os cães passam e a caravana discursa,

Anyway ...

A caravana deste PSD insiste em não ouvir os latidos furiosos dos cães, na esperança que se confirme o ditado árabe

"Os cães ladram e a caravana passa", mas a história não se repete exatamente igual. Desta vez não se vai repetir porque a caravana é formada por ratos, que ao primeiro sinal de perigo vão começar a abandonar o navio/caravana. Há já suficientes sinais disto. Muitas críticas dos comentadores, de alguns velhos amigos do partido, dos elementos da coligação, etc.

O que se vê desta vez é que a caravana é que ladra, e muito, e alto, mas não vai assustar ninguém. Vai sem rumo ..., sem determinação.

 Outro elemento que se farta de “ladrar” é o Sr. Primeiro Ministro. Ora ameaça os funcionários públicos, ora ameaça os privados, todos vão pagar a crise, menos os amigos dele e menos os bancos ou as empresas beneficiárias das parcerias público-privadas.

A última das últimas é dizer que a culpa de tudo isto é só dos “Governos Socialistas”. Tenta unir a caravana com uma conversa já gasta que ele próprio prometeu não utilizar, mas a ladração é já muita e ninguém o quer ouvir. Nem Relvas, nem Passos, nem Cristas, nem Álvaro, nem Marco António, nem Vitor, nem Paula Teixeira da Cruz, nem Crato, nem Portas, nem Mo-mota-ta So-so-ar-ares.

Chega de governo

         Passos Coelho.

Eleições? Não, seria inútil.

Revolução? Um novo 25 de Abril? Seria o caos!

Então?

Os portugueses fazerem uma grandiosa manifestação, vigílias constantes em frente ao palácio de Belém, dia e noite, sucessivamente, cada vez mais gente, ordeiramente, pedindo ao Presidente da República para substituir este governo por um governo de salvação nacional, constituído por independentes e pessoas competentes dos vários partidos.

Eu que nunca fui a uma manifestação estou disposto a ir lá todos os dias a uma certa hora, assim como outras pessoas a quem se vai falando desta ideia.

Alguém tem de tomar a iniciativa pública e depois é uma bola de neve.

tags:
publicado por eu-calipto às 22:18

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 6 de Julho de 2012

Relvas roubado

Como estes professores foram injustos. Não reconheceram os talentos? Porque não deram equivalência a esta disciplina? O ensino privado está mais podre do que muita gente pensava. Ou por este motivo ou pelo outro ...

publicado por eu-calipto às 09:35

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Julho de 2012

Relvas. Mas isto tem alguma importância? Nenhuma!

No passado tinha, mas agora já não tem. Os tempos mudam. Ai se mudam!

Passos Coelho diz que processo da licenciatura de Miguel Relvas é "um não assunto"

http://noticias.sapo.pt/nacional/artigo/passos-coelho-diz-que-processo-d_4203.html

Sobre o caso da (não)licenciatura de Relvas Passos Coelho afirma que isto é uma não notícia?

Se havia alguma dúvida, depois disto não há: Passos Coelho mete nojo.

Mas a falta de ética e de coerência de Passos Coelho já vem de trás. Foi um dos que criticou a licenciatura de Sócrates e agora desculpa Relvas num caso pior. Quanto às novas oportunidades veja-se o que respondeu quando confrontado por uma ex-aluna do programa, que lhe agradeceu por lhe ter chamado “ignorante”. Passos Coelho responde com visível arrogância e desprezo “olhe, espero que o seu curso lhe sirva para muito, está bem?”

http://ainanas.com/must-see/passos-coelho-rebaixa-aluna-novas-oportunidades/

O Correio da Manhã também mete nojo, o que também não é uma novidade.

Leiam o favoritismo, a desinformação. A forma como o Correio de Manhã separa as pessoas e as instituições entre as que são boas (as dos amigos do PSD), e as que são más (as dos amigos do PS). Leiam esta notícia antiga e tentem não vomitar.

"Licenciatura: Passos com 16 valores e Zé com 14".

Eu acrescento, Relvas com 11.

http://www.cmjornal.xl.pt/noticia.aspx?channelId=EC736CA6-BC68-46EE-B527-19AE2DBDB23A&contentId=C0F220C2-A249-42A8-9080-DCCFBBF8D1C2

publicado por eu-calipto às 22:10

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 1 de Julho de 2012

Ser jornalista

A propósito do que já tinha dito antes sobre a medalha de prata no salto em comprimento atribuído a Patrícia Mamona pelo salto em comprimento de 14 centímetros, já só os inocentes acreditam nos números dos jornalistas.

Ouvi uma vez que a distância da Terra à Lua era de 30 000 km, quando na verdade são entre 350 000 e os 400 000 km. É só a diferença de um zero, mas não é a mesma coisa. Um automóvel com 300 000 km não é o mesmo quando tinha 30 000 km. Um pouco de cultura e atenção permitem não cometer estes erros básicos, tal como tão frequente confundirem quilómetros com milhas, libras com quilogramas, graus Célsius com graus Fahrenheit, etc., entre outros erros tão ou mais ridículos.

Quanto ao exemplo da distância planetária há registos desde o tempo da civilização Grega (dizem que pode ter sido antes - dos Egípcios) em que já se sabia que o diâmetro da Terra andava à volta de 12 000 km. Há mais de 2000 anos já se podia chegar à ideia que a distância da Terra à Lua não poderia estar na casa das dezenas de milhar de quilómetros, mas nunca menos das centenas de milhar. Se fossem os 30 000 km, que o locutor de televisão que eu ouvi, referiu, seriam duas vezes e meia o diâmetro da Terra, ou seja, a Lua estava praticamente em cima das nossas cabeças. Na verdade, e felizmente para nós humanos e todos os bichos das florestas e dos oceanos, a distância da Terra à Lua anda à volta de 30 vezes o diâmetro da Terra.

Os jornalistas não têm de ser técnicos, não têm de ser juízes, não têm de ser economistas, nem têm de ser médicos ou engenheiros. O que se exige dos jornalistas é terem a melhor cultura geral possível, terem bom senso, estudarem os assuntos, informarem-se junto de quem sabe mais.

O exemplo dos números é uma forma de confirmar, com uma evidência confirmável por todos, o que vou dizer a seguir. Se a responsabilidade de alguns jornalistas, ou falta dela, é tão fraca para números, o que se dirá quando falam de assuntos complexos como os números da economia global, dos complexos casos da justiça, da avaliação dos políticos, etc., adivinha-se que será um desastre. Pouco se pode acreditar no que noticiam certos jornais e no que divulgam certos jornalistas.

Dizer umas larachas, contar umas histórias, entrevistar uns Marcelos e outras pequenas banalidades está ao alcance de muitos, mas isto não é ser jornalista.

Infelizmente para todos, o mau jornalismo parece estar a expulsar o bom jornalismo, vejam-se as Manuelas Mouras Guedes, os Mários Crespos, as Felícias Cabritas, etc., que andam por aí a espalhar a sua ignorância e desinformação aos portugueses. O que mais me entristece é que parece que o “povo” gosta de ser mal informado. Quais são os jornais que têm maior saída? São os Correios da Manhã, os Sóis, etc. Qual é a televisão que tem mais audiência? É a TVI e os canais de telenovelas e de inutilidades.

Pelo que se vai vendo, não foi só Sócrates nem Salazar nem Cavaco Silva, nem os maus procuradores da justiça, que ajudaram a desgraçar este país. O povo gosta, portanto não há nada a fazer. Quem está mal muda-se diz o mesmo povo. Foi precisamente isto que foi acontecendo ao longo de séculos. Os portugueses mais inconformados foram para a Índia, para o Brasil, para África, para o Norte da Europa, para os Estados Unidos, ficando cá maioritariamente os velhos do Restelo, os bem instalados de boas famílias, servidos a troco de umas côdeas pelos mais desanimados.

E o presente? Agora os incompetentes tipo Passos Coelhos & Companhia Lda., sentem-se incomodados com a falta de soluções que têm a dar às novas gerações, então, para arranjarem lugar para si próprios e para seus filhinhos, dizem aos filhos dos outros, aos professores e aos licenciados bem preparados, para irem para fora, para emigrarem.

Conclusão

Era bom estes políticos dizerem para os maus jornalistas se irem também embora. Este era um bom serviço que faziam às novas gerações. A formação e a informação são a chave de ouro para um futuro melhor.

Ser bom jornalista não é para todos. O mau jornalismo dá menos trabalho, mais lucro, e além disto, facilita e serve a má política que depois retribui com bons empregos e outras simpatias.

Nota: Não há bons jornalistas? Não dou exemplos?

Dou sim! No programa da SIC - O Eixo do Mal, temos bons exemplos de jornalismo livre e inteligente, de pessoas que conseguem ter uma opinião crítica e independente, mesmo não escondendo as suas preferências e simpatias políticas (nem o barulho exagerado que por vezes fazem). É o caso de Clara Ferreira Alves, Daniel Oliveira e Pedro Marques Lopes. Também na Quadratura do Círculo temos bons opinadores, assim como a surpreendente Constança Cunha e Sá na TVI e mais uns poucos Ricardos Costas. Mas não deixam de ser umas ilhas no oceano. 

publicado por eu-calipto às 14:52

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

pesquisar

 

Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Moção de "auto-censura" p...

Rei Ghob

Confirmação da injustiça ...

Os intocáveis

Roubados e ainda temos de...

Não sejam mal agradecidos...

Rir é o melhor remédio, s...

Miguelito Relvado - O Ban...

Carlos Alex. Quem é ele? ...

Aeroporto no Montijo - er...

Mário Soares - o bochecha...

Bom Ano Novo

Atentados. Pode haver ou ...

Prisão, prisão, presão, p...

Justiça inútil ou "injust...

Polémica - Nova investiga...

Antoniodominguesmania - o...

Pedro Dias, Pedro Dias, P...

A lata deste gajo é imbat...

Marques - Mentes

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

favorito

Venha o diabo e escolha.

links recomendados

Tempo

blogs SAPO