Quinta-feira, 3 de Janeiro de 2013

Quem são os alemães?

Quem nasce torto tarde ou nunca se endireita. Também se dizia a quem é mau e não se emenda – “está na massa do sangue”.

Vi um programa sobre a ascensão de Hitler ao poder, por eleições, sim por eleições livres.

É perturbador perceber que muitas das ideias e comportamento dos alemães nos anos 30 do século passado ainda estão presentes nalguns alemães do século XXI. O orgulho na eficiência do seu trabalho, a falte de humildade para com os que são diferentes, o racismo, a defesa dos seus próprios interesses por todos os meios, etc.

A Alemanha da Sra. Merkel diz que os povos do Sul da Europa são preguiçosos, que têm de ser castigados pelos seus erros.

Se é verdade que os alemães são trabalhadores também é verdade que quando acontece alguma coisa de mal na sua terra são sempre os outros os culpados. Lembrem-se do caso dos pepinos que estavam contaminados com bactéria E. Coli. A contaminação tinha de ser de fora, portanto, sem provas, declararam o embargo aos produtos hortícolas de Espanha e de Portugal. Depois veio a provar-se que a origem da contaminação era na própria Alemanha, e deixou de se falar do assunto de um dia para o outro. Nunca ninguém indemnizou os agricultores espanhóis e portugueses que deitaram para lixeiras centenas de toneladas de pepinos e outros produtos.

Os alemães com a sua inteligência “superior” e elevada capacidade de trabalho, fazem as directivas europeias que proíbem alguns produtos químicos quando as suas fábricas encontram outros produtos alternativos, ou aparecem com novos medicamentos, supostamente mais eficazes, quando as patentes dos anteriores estão a chegar ao fim e outros fabricantes podem começar a produzi-los. Aparecem logo estudos a revelar que os antigos produtos são prejudiciais. Eu já assisti profissionalmente a outros exemplos desta maneira de os alemães defenderem os seus interesses. O pentaclorofenol para eliminar os fungos da madeira começaram a ser proibidos quando as fábricas da BASF apareceram com os chamados alternativos. O mesmo aconteceu com as colas ureia-formaldeído para produzir aglomerados de madeira, substituídos por cola de melanina (produzida na Alemanha). Ainda os produtos preservadores para impedir o apodrecimento dos postes de madeira. O CCA (cobre crómio e arsénio) era permitido sabendo-se que era perigoso apenas na fase de manuseamento em fábrica, e depois, se a madeira fosse queimada. Em uso era perfeitamente estável e durável por mais de 30 anos. Começou a ser proibido a partir do momento em que uma empresa alemã começou a produzir o ©Wolmanit-cb (BASF).

A eficiência dos alemães para o bem e para o mal assusta-me.

Não foram eles, com a sua eficiência e intolerância que causaram duas guerras Mundiais?

Eles que nunca se misturaram com outras raças, quase aniquilaram os povos bosquímanos na única colónia que tiveram no Sudoeste Africano (actual Namíbia). Pois em nome da eficiência, não pretendiam concorrência nos lucros do negócio dos diamantes.

Aquela ideia de exterminar os mais “fracos”, os “preguiçosos”, os que não são da raça pura, os que não têm os olhos azuis e cabelo louro.

Boa música e bons automóveis, é o que sabem fazer. Mas até nos automóveis, já começo a ver mais VW, Mercedes e Audis avariados do que Hyundais.

São tantos e tão eficientes, mas só 100 milhões de pessoas no Mundo falam alemão, enquanto os “atrasados” falantes de português são mais de 200 milhões e os que falam espanhol são ainda mais, e inglês, nem sequer se pode comparar.

Pois são estas “pequenas” coisas e ainda a memória de terem perdido duas guerras injustas, por eles começadas, que fazem com que muitos alemães de hoje estejam de novo a reviver a ilusão que são mais inteligentes, mais perfeitos, mais altos, mais fortes, portanto com a ideia que todos os outros estão no Mundo ao seu serviço. Os outros povos são bons quando são obedientes e lhes fazem os serviços domésticos e lhes limpam a porcaria.

Tenho amigos alemães que não são assim felizmente, sobretudo os que já viajaram pelo resto do Mundo e conheceram outros povos.

Para os alemães do tipo “Sra Merkel” - o meu despreso em 2013.

Pior, pior são os estrangeirados que querem seguir o modelo alemão sem perceber que ser colaboracionista dá mau resultado. Que o digam os russos. No início da segunda guerra Mundial não perceberam que fazer um acordo com um ambicioso é o mesmo que vender a alma ao diabo. Quando um ambicioso sem palavra nem bom senso achar que já não tem vantagem em cumprir um acordo que fez com alguém, arranja qualquer desculpa para o quebrar.

No caso português, acreditar que ser obediente em relação aos alemães é uma vantagem nas relações internacionais é um engano. Em qualquer negócio em parceria eles quererão sempre ficar com a melhor parte. É neste erro que está cair o primeiro-ministro português – Passos Coelho. É um segundo “Neville Chamberlain” (ministro negócios estrangeiros inglês completamente enganado por Hitler). 

publicado por Eu mesmo às 19:04

link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Eu mesmo a 14 de Maio de 2016 às 07:59
Parece que sou bruxo, ou então estava bem certo numa parte do post escrito em 2013.
A maior fábrica de automóveis da Europa e uma das maiores do Mundo - Vokswagen, fez batota nas emissões de poluentes. Aqueles carros passavam nos controlos de emissões graças a software fraudulento. Os outros fabricantes eram obrigados a custos de produção muito mais elevados para cumprir as mesmas regras.
Pergunto. Após mais de meio ano de ser revelada a bronca aconteceu alguma coisa? - Nada de nada!
Tudo o que disse está confirmado.
De Ariany a 28 de Novembro de 2016 às 17:23
Deixa de ser invejoso! Apenas.
De Eu mesmo a 29 de Novembro de 2016 às 08:47
Obrigado pelo conselho. Vou deixar de ser invejoso.
Quanto a si também dou um conselho: Abra bem os olhos para perceber a realidade à sua volta. Deixe de ser inocente.

Comentar post

pesquisar

 

Novembro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

posts recentes

Má Influencer

Capa manipuladora da opin...

Matemática de jornalistas

Jornalismo cada vez mais ...

Golpe de Trump - Estava-s...

Corona TVs

Devia ser Ana (des)Leal

Sandra Felgueira - a conf...

Isabel dos Santos vs Jorn...

Nos melhores panos caem f...

Salário dos motoristas de...

Querem lá ver que quem co...

Pedro Pardal Henriques & ...

Greve dos camionistas de ...

O homenzinho que nunca se...

Enfermeiros cirúrgicos – ...

Vira o disco e toca a mes...

Actual Comunicação Social...

Os sabe-tudo ...

Só o Armando Vara e o Sóc...

arquivos

Novembro 2023

Janeiro 2021

Outubro 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Novembro 2019

Agosto 2019

Abril 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Novembro 2018

Outubro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

links recomendados

blogs SAPO