Domingo, 31 de Março de 2013

Seriedade dos políticos

“Presidência suspeita estar a ser vigiada pelo Governo”

Às vezes é bom recordar um pouco o passado para ficar a conhecer bem o carácter de certas pessoas.

Em Agosto/Setembro de 2009 sai no jornal Público uma notícia sobre escutas que o governo socialista andaria a fazer ao Sr. Presidente da República. Este, muito indignado, confirmou publicamente que sentia que estava a ser escutado e que já tinha pedido aos peritos informáticos para estudarem o caso.

Dias depois saiu uma notícia no jornal “Diário de Notícias” afirmando ter sido Fernando Lima, assessor da Presidência da República, a “encomendar” o caso de escutas em Belém a um jornalista do Público. José Manuel Fernandes, director do jornal “Público” disse à Antena 1 estar preocupado com a fuga de informação veiculada na manchete do Diário de Notícias.

Ou seja, José Manuel Fernandes não estava indignado com a invenção da notícia, mas sim muito indignado com a fuga de informação que denunciava o autor da intriga.

Comunicado: http://static.publico.pt/docs/politica/Nota_da_Direccao.pdf

Neste patético comunicado, José Manuel Fernandes, já acossado, tenta salvar a face dizendo que o seu jornal apenas se limitou a publicar informações vindas do palácio de Belém.

Então tivemos o Sr. Cavaco metido o centro da conspiração inventada.

http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1365623

http://www1.ionline.pt/conteudo/23659-cavaco-tera-pedido-assessor-divulgar-escutas-em-belem

É este senhor pouco sério, que vive de uma mísera reforma, que temos na Presidência da República para resolver, com os seus vastos conhecimentos de economia, a péssima situação das finanças do país.

Parte positiva: José Manuel Fernandes foi corrido de director do Público.

Há outro caso mais antigo (mais detalhes no link). Pouco tempo após o 25 de Abril um jornal publicava sempre o que se tinha passado na reunião do Conselho da Revolução do dia anterior "O Tempo". Falava-se em fuga de informação, desmentidos ou ausência de desmentidos e o jornal ia vendendo bem (tipo Correio da Manhã). Uma certa vez a reunião do Conselho da Revolução não se realizou na data prevista, mas no dia seguinte lá apareceu a notícia do que se tinha passado na reunião do dia anterior (que não tinha existido). Foi o fim daquele jornalista e pouco depois do próprio jornal.

http://corporacoes.blogspot.pt/search?q=conselho+revolu%C3%A7%C3%A3o

Mas os impostores não morreram, apenas encontraram outros abrigos, alguns têm resistido até aos dias de hoje. Portanto muita atenção às notícias do “Correio da manha” e outro papel higiénico com o nome do “astro Rei”.

 

Já foi esclarecido o assunto? Já passaram 4 anos.


publicado por Eu mesmo às 18:02

link do post | comentar | favorito
Sábado, 23 de Março de 2013

Comboio Nocturno para Lisboa

Está em exibição um filme sobre a vida de pessoas na clandestinidade no tempo da ditadura de Salazar.

O filme foi rodado quase na totalidade em Lisboa. Fui ver. Gostei muito. É um pouco da história de Portugal.

Não deixem de ver.

Comboio Nocturno para Lisboa vendeu dois milhões e meio de exemplares desde que foi publicado em 2004 na Alemanha, onde ficou três anos na tabela dos livros mais vendidos.

Tudo começa numa manhã chuvosa. Uma mulher prepara-se para saltar de uma ponte de Berna. Raimund Gregorius, um banal professor de grego e latim de 57 anos, evita o acto desesperado e fica surpreendido com o som de uma palavra "Português", responde ela, ao ser questionada sobre a língua que fala.

http://www.wook.pt/ficha/comboio-nocturno-para-lisboa/a/id/203090

publicado por Eu mesmo às 22:59

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 21 de Março de 2013

Imaginem ...


Um piloto de avião vai fazer um voo de Lisboa para os Açores.

No aeroporto da Portela vai ao departamento de plano de voos e pede os mapas mais atualizado para as rotas do Atlântico.

O comandante pede aos serviços de meteorologia as condições de tempo, consulta os controladores de tráfico e faz os seus cálculos num programa Excel.

A previsão são duas horas e meia de voo, manda encher os depósitos com 10 ton de combustível que dão para a viagem e para os destinos de recurso.

O avião levanta voo e logo após uma hora de voo o comandante avisa que afinal vão levar 3 horas de voo até ao destino. Às duas horas de voo o comandante diz que o combustível está a ser gasto mais depressa do que o esperado porque recebeu  informações erradas quanto à velocidade do vento contrário, mas que vai corrigir o problema pedindo aos passageiros para atirarem as malas pela porta fora. Quando chegam às 3 horas de voo ainda não chegam ao destino e alguns passageiros começam a perguntar às hospedeiras se o comandante é competente para a tarefa. As “moças” dizem que o comandante tem experiência de programas de voo em computador mas que tudo vai correr bem. O comandante diz ao microfone que o mapa tinha um ligeiro erro e que já não aterrar em Ponta Delgada mas sim na Terceira.

Até ao momento em que escrevo esta história ainda não se sabe se o avião vai conseguir aterrar em segurança ou não.

Estão assustados?

Então, nesta história substituam “comandante” por “ministro das finanças”, “avião” por “economia portuguesa” e “Açores” por “objetivos da Troika”.

Agora passaram de “assustados” a “estado de pânico”. Também eu.

publicado por Eu mesmo às 18:48

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 13 de Março de 2013

Pápa e não Papa, ou melhor Papam?

Este Papa parece bom rapaz (não precisa de acento, tal como caca).

Se se portar bem podemos começar a tratá-lo por Chico.

Só me pareceu um pouco egoísta.

Ele já tem o apoio de Deus e do Espírito Santo, mesmo assim pediu aos fiéis para rezarem por ele.

Ele é que devia rezar por todos nós, não acham?

Está perdoado. Boa sorte!

Oi, Chico !

publicado por Eu mesmo às 19:36

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Março de 2013

Diminuir o salário mínimo

Vejamos se tem alguma lógica diminuir o valor do salário mínimo para diminuir o desemprego.

Suponhamos por exemplo que alguém tenha um empregado para cortar a relva do jardim e ele for suficiente para cortar toda a relva e tratar das árvores.

Ao diminuir-lhe o salário para metade, poderia usar o mesmo dinheiro para contratar dois jardineiros? Teoricamente, sim.

Para o patrão teria o mesmo custo, mas se o trabalho for o mesmo qual a vantagem em pagar a dois para estarem cada um deles metade do tempo sem fazer nada? O que trabalhava antes o tempo inteiro não ficava nada satisfeito, pois poderia até não ter dinheiro suficiente para os transportes ou que chegasse para o almoço. O que não tinha emprego fica mais satisfeito de imediato, mas iria também chegar à conclusão que o que recebia não lhe chega para as despesas.

Muitíssimo satisfeito ficaria o patrão ao pagar metade do salário e estaria nas tintas para contratar um segundo jardineiro. Continuava só com o antigo.

Conclusão

Esta teoria não parece válida para o salário mínimo. A teoria do Sr. Primeiro-Ministro e do Sr. Borges só seria válida para os salários milionários, que, ao passarem para duas vezes o salário mínimo (bem bom), deixassem o restante para ser dividido por trabalhadores com o salário mínimo. Cada salário de um destes grandes tubarões daria emprego a 80 pessoas, que viveriam com pouco, mas ainda assim suficiente para superar a crise. Não se resolvia o problema global mas dava-se emprego a uns milhares, moralizando os restantes. Jardim Gonçalves recebe 160 000 Euros de reforma por mês. Se lhe dessem só 5000 o restante daria para  320 salários mínimos.

Mas há um ponto fraco nesta teoria. Como estimular o esforço dos jovens estudantes dizendo: "-Trabalhem mais para no futuro terem uma vida um pouco melhor?" Eles diriam com razão. "- Estudar? Esforçar-me? Para no fim ganhar o mesmo dos que não têm tanta capacidade e se andam agora a divertir?"

Chegámos de novo ao comunismo utópico. A nomenclatura e os amigos vivem bem, os outros não têm razão para se rirem uns dos outros.

publicado por Eu mesmo às 23:38

link do post | comentar | favorito
Domingo, 3 de Março de 2013

Número de manifestantes

Fui mini manifestar-me no dia 2 de Março de 2013. Não digo manifestar porque não levei cartazes, não marchei pelo meio da avenida, nem segui até ao Terreiro do Paço para ouvir a canção Grândola Vila Morena. Desviei de caminho nos Restauradores.

O problema de sempre é saber, mesmo por alto, quantos manifestantes estiveram presentes.

Os números são sempre muito diferentes de quem apoia e de quem não apoia.

Resolvi fazer um estudo independente, com base em estimativas, imagens e algum cálculo.

 

A conclusão é que esteve muita gente. Mais do que as maiores manifestações dos últimos anos.

Mas também se fica a saber que os números da manifestação dos professores, há uns anos atrás, nunca pode ter chegado aos 110 000 como afirmaram os sindicatos e Mário Nogueira, entre outras mentiras sobre outras grandes manifestações.

A realidade é a realidade.

O Estádio da Luz, que é duas vezes maior do que a Praça do Comércio, embora sem espetadores na campo da bola (110x70 m),  tem lotação para 78 000 espetadores sentados (quase encostadinhos).

publicado por Eu mesmo às 15:13

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

pesquisar

 

Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
18
19
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

posts recentes

Salário dos motoristas de...

Querem lá ver que quem co...

Pedro Pardal Henriques & ...

Greve dos camionistas de ...

O homenzinho que nunca se...

Enfermeiros cirúrgicos – ...

Vira o disco e toca a mes...

Actual Comunicação Social...

Os sabe-tudo ...

Só o Armando Vara e o Sóc...

Confirma-se previsão de "...

CM - Correio Manhoso_ 5No...

Deus nos livre ...

Fogos florestais - comuni...

Fogos - Opinião de outros...

Gente séria é outra coisa

Justiça a reboque da comu...

República dos juizes

Moção de "auto-censura" p...

Rei Ghob

arquivos

Agosto 2019

Abril 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Novembro 2018

Outubro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

links recomendados

Tempo

blogs SAPO